IBICOARA - AS BELEZURAS DO SUL DA CHAPADA DIAMANTINA




Chegamos à noite em Ibicoara vindos de Salvador, viajamos por 7 horas e meia (com 2 paradas para cafezinho) por boas estradas, com exceção do trecho próximo a Mucugê que está bem ruim. Cruzamos povoados enfeitados para o grande dia de São João. No caminho lindas montanhas.

Em Ibicoara estão as maravilhosas cachoeiras do Buracão e da Fumacinha. Ficamos somente dois dias na região, mas segundo nosso guia há muitos lugares para se conhecer.


Só paramos na cidade de Ibicoara para jantar e lá encontramos o Restaurante Vitão que fica na Praça da Matriz. Comida simples e boa (também com a fome que estávamos!!!).

Restaurante Vitão - Ibicoara

Seguimos para a Pousada Kabana de Pedra que fica 3 Km da cidade no caminho para a Cachoeira do Buracão. A pousada é ótima, com bom café da manhã e fomos muito bem recebidos pela proprietária Célia.
Faça sua reserva de hospedagem no Booking pela página do blog. Você não pagará nada a mais.

Pousada Kabana de Pedra
Nas pesquisas que fizemos, encontramos no blog Viajadora a indicação do guia Luciano e a sugestão de dormir em sua casa no Povoado Baixão. Entramos em contato e fechamos com o guia para visitar a Cachoeira do Buracão, hospedagem em sua casa e trilha para Cachoeira da Fumacinha.


Por que ficar no Povoado Baixão?


Se você pretende fazer a trilha da Fumacinha no dia seguinte, não precisará voltar para Ibicoara, pois, se a estrada tiver em boas condições levará 40 minutos para ir e mais 40 minutos para retornar.

Dias antes de nossa viagem o guia Luciano entrou em contato, pois teve que vir a São Paulo em virtude do falecimento de um familiar e nos indicou o guia Neilton para nos atender nas visitações e hospedagem.


Nossos dias em Ibicoara



1o. dia - Cachoeira do Buracão
Da pousada levamos cerca de 40 minutos de carro até a portaria do Parque Natural Municipal do Espalhado, vizinho ao Parque Nacional da Chapada Diamantina, onde fica a Cachoeira do Buracão. Para entrar no Parque  é obrigatório estar acompanhado com um guia credenciado. Custo: R$ 6,00 por pessoa.

Na portaria encontramos a Neilza, irmã do Neilton, que foi nossa guia neste lindo passeio (Motivo: Neilton havia sido convocado no dia anterior para o teste de habilitação profissional). Para chegar na Cachoeira do Buracão você segue por uma trilha fácil de mais ou menos 1 hora. Vale muito a pena, foi o passeio mais lindo que fizemos na Chapada.

Caminho para a Cachoeira do Buracão

Caminho para Cachoeira do Buracão

Ao chegar próximo a entrada para a Cachoeira, há alguns coletes em exposição, seu guia pegará seu colete de acordo com o seu peso. Você é obrigado a usá-lo.

Coletes para entrar na Cachoeira do Buracão
O acesso à cachoeira é feito a partir deste ponto nadando entre paredões rochosos, o que, por si só, já caracteriza um cenário de filme! Pena que não conseguimos tirar foto, pois não tínhamos saco estanque para colocar o celular.

Entrada para Cachoeira do Buracão

A água é bem gelada, mas o frio passa diante de tanta beleza.Quando saímos da água, ficamos sentados nas rochas admirando este presente de Deus.

 Na volta paramos  no mirante da Cachoeira do Buracão e por outras pequenas cachoeiras e poços.

Mirante da Cachoeira do Buracão
Cachoeira do Buracão
Pelos caminhos da Cachoeira do Buracão

Há 5 meses que não chove na região, portanto as cachoeiras estão com pouca água, apesar disso, há peixinhos que ficam mordiscando seus pés...relaxamento contemplativo!!!!!!!

Cachoeira Recanto das Orquídeas - Parque Natural Municipal do Espalhado

Do parque seguimos para casa do Neilton onde pernoitamos no Povoado Baixão.


Povoado Baixão - Chapada Diamantina
Confesso que estava ansiosa, pois nem foto da casa do Neilton nós tínhamos visto. Para nossa surpresa chegamos na casinha verde limpíssima onde fomos recebidos pela simpática Dodi (esposa do Neilton).


Casa do nosso guia Neilton - Povoado Baixão - Chapada Diamantina
Nosso quarto na casa do guia Neilton - Povoado Baixão

Passamos o resto da tarde sentados na frente da casa e nos deliciando com a vida simples, mas que já tem luz e internet. A Dodi nos preparou um gostoso jantar e muito cedo fomos deitar, pois estávamos exaustos.

Jantar na casa do Neilton e da Dodi

Para nós dormir no Povoado Baixão foi uma experiência bem legal.



2o. dia - Cachoeira da Fumacinha


Acordamos às 5h30, nos arrumamos e  fomos presenteados com este amanhecer.

Vista da casa do Neilton e da Dodi

O café da manhã é diferente do nosso, mas muito gostoso. A Dodi preparou tapioca com banana, cuscuz e café. Ainda tinha queijo e pães. O café é plantado nos fundos da casa, secado no quintal, torrado manualmente e socado no pilão, simplesmente maravilhoso!!!!

Café da manhã na casa do Neilton e Dodi

A trilha para Cachoeira da Fumacinha é bem difícil, portanto saímos cedo. Da casa do Neilton seguimos de carro por apenas 1 Km, como está no Parque Nacional da Chapada Diamantina, não é cobrada a entrada e nem é obrigatório seguir com guia. Eu não me atreveria fazer esta trilha sem guia.

Trilha para Cachoeira da Fumacinha

Fomos na época seca e caminhamos muito pelas pedras do rio, nos penduramos em paredões.

Dica: é melhor ir de calça, pois em alguns trechos da trilha tem muito capim navalha, que pode provocar pequenos cortes dependendo da forma como você esbarra quando caminha. Quase todo trajeto foi pela sombra.

Trilha para Cachoeira da Fumacinha

Trilha para Cachoeira da Fumacinha

A trilha é lindíssima, demoramos quase 4 horas para chegar na cachoeira que estava gotejando. Isto não nos aborreceu, pois a trilha é demais! Além disso, o silêncio faz lembrar uma catedral! Neilton comentou que quando está com água o barulho é enorme!!!

Jardim de Palmitos - Próximo a Cachoeira da Fumacinha

Pendurado para chegar até a cachoeira da Fumacinha
Cachoeira da Fumacinha seca

Esta é a Cachoeira da Fumacinha cheia. Foto cedida pelo guia Neilton.

A volta é sempre mais rápida, fizemos em 3 horas.

Água pura
Uma cobra no caminho
Nunca andei tanto de 4

Se refrescando

Onde o carro fica estacionado há um rapaz que vende caldo de cana. É um presente e tanto ter um caldo de cana gelado depois de 7 horas de caminhada.

                                 


Pelo caminho conversamos muito com o Neilton que é um excelente guia e um rapaz muito educado e cheio de planos. Nós gostamos muito dele, da esposa e da irmã. Fica a indicação: WhatsApp 077 98816-8376. O celular não pega na região, a comunicação é por WhatsApp.


Neilton, Dodi, nós e a sombra é a Neilza
"Sem dúvida que conhecer lindos lugares é bom demais, mas conhecer pessoas especiais faz uma viagem ser inesquecível."



FICA A DICA

O ideal para conhecer a Chapada Diamantina é estar de carro, vale a pena alugar um. A Chapada é muito extensa e tudo é distante. 

Hospedagem em Ibicoara - Pousada Kabana de Pedra, reserva feita pelo Booking => R$ 170,00 diária
Guia Luciano - lucianoguiabicho@gmail.com/ WhatsApp  (77) 99107-4056
Guia Neilton (foi o nosso guia) -  WhatsApp (77) 98816-8376
Valor do guia para a Cachoeira do Buracão => R$ 110,00 (casal)
Valor do guia para a Cachoeira da Fumacinha => R$ 110,00 por pessoa
Hospedagem na casa do guia com jantar e café da manhã => R$ 180,00

Nenhum comentário