CAMINHO SANTIAGO DE COMPOSTELA - EXPERIÊNCIA ÚNICA




Com muito carinho compartilhamos aqui como foi o nosso Caminho, mas não há receita.

Desejamos que estas dicas possam auxiliar você nesta jornada tão mágica e única. Basta querer. Uns se preparam, outros não. Pelo Caminho você encontrará jovens, idosos, famílias, altos, baixos, gordos, magros, uns mais rápidos, outros mais devagar...

Vale fazer o Caminho para conhecer lindas paisagens e culturas diferentes, por religiosidade, por esporte, não há regra e cobrança. É só seguir a seta amarela.



O desejo de fazer o Caminho de Santiago de Compostela


Há muitos anos meu marido e eu tínhamos o desejo de fazer o Caminho. O tempo passou e neste ano (2015), surgiu a oportunidade. A ideia sempre foi fazer o Caminho Francês que é o mais longo. 


Decidimos começar por Roncesvalles para evitarmos a subida dos Pirineus, primeira etapa partindo de Saint Jean Pied de Port. Além da forte subida,  ventos e frio poderiam comprometer nosso Caminho logo no início. Não deveríamos ter evitado! Todos os relatos dos peregrinos que fizeram desde Saint Jean comentaram que a paisagem é deslumbrante e as dificuldades não foram tão significativas assim. Portanto teremos que voltar!

Acreditamos também que este momento de nossas vidas foi perfeito. Além de maduros *r*, estamos conectados à espiritualidade. Isto nos proporcionou certa sabedoria para ouvir nossos corações e corpos.

Fazer o Caminho de Santiago sozinho ou acompanhado



Fomos alertados por amigos que deveríamos fazer sozinhos.

Somos muito companheiros e foi maravilhoso trilhar este Caminho com o meu parceiro de vida. Tivemos duas briguinhas bobas decorrente do cansaço. A convivência com o outro é a melhor escola para evoluírmos. Como diz meu marido: "Entre Deus e eu, existe o próximo". Mesmo acompanhado, o Caminho é individual. Mesmo sozinho, sempre estará acompanhado.
Pelo Caminho se forma uma grande família. É muito amor e fraternidade.
A experiência de fazer sozinho, quero dizer sem um companheiro (a) permanente,  também é importante, pois estabelece uma maior independência de suas decisões, e, portanto, uma maior responsabilidade, aprendizagem, percepções e emoções. Estando em companhia sempre há o apoio e interferência do outro que, seja boa ou má, determina o compartilhamento das decisões e, consequentemente, da responsabilidade e entendimento da situação, mas também, não deixa de estabelecer oportunidades de aprendizado e emoções!


Orçamento do Caminho de Santiago de Compostela


Não é uma viagem barata, pois são muitos dias fora de casa. Há infraestrutura para acolher os peregrinos com hospedagem (albergues, hotéis.) e alimentação (menu do peregrino). Na maioria dos albergues e em algumas pensões há cozinha onde você pode preparar a sua refeição também.

Nós estipulamos 25 Euros por pessoa/dia. Alguns dias ultrapassamos este valor, pois nos hospedamos em pensões ou hotéis. No geral ficamos dentro do orçamento.
Acreditamos que entre 800 / 1000 Euros é uma boa verba para 30/35 dias.
Sozinho o orçamento fica um pouco diferente, pois itens como o menu do peregrino, por exemplo, não é compartilhado tão facilmente.


Hospedagens no Caminho de Santiago de Compostela



Albergues - custo de 5 a 12 Euros por pessoa. Também há alguns onde você contribui com o que pode. Há albergues bons e ruins. A maioria é bom.


Albergue em Puente La Reina


Pensão/hotel/casa rural - Muitas vezes optamos por estes tipos de hospedagens, como estávamos em dois, não ficava tão mais caro. Pagamos de 20 a 40 Euros a diária.

Quarto em uma casa
Alternamos albergues com pensões para ficar dentro do nosso orçamento. Foi ótimo!

Alimentação no Caminho de Santiago de Compostela


Menu do Peregrino - Geralmente 10 Euros. É composto de dois pratos (há algumas opções e você escolhe). O primeiro é salada ou legumes ou massa ou sopa. O segundo geralmente é uma carne ou peixe com batatas. Acompanha vinho ou água, pão e sobremesa. Para nós era muita comida, depois dos primeiros dias começamos a dividir. Nós gostamos muito e contribuiu com o orçamento.


Salada do Menu do Peregrino

Nossa alimentação no Caminho - Comprávamos no mercado pão, frios, queijos, frutas, chocolate e frutas secas. À noite preparávamos os lanches.
Café da manhã - Comíamos uma fruta, geralmente banana (que é bem cara). Parávamos em um bar e pedíamos o delicioso "café con leche" e comíamos os nossos saborosos lanches, sem questionamentos dos proprietários. Não foi um problema!
Almoço - Geralmente comíamos frutas e lanches que levávamos na mochila. Paramos algumas vezes para almoçar, mas depois dava um sono *r*. Então preferimos só jantar.
Jantar - Menu do Peregrino e algumas vezes cozinhávamos, quer dizer meu marido cozinhava *r*
Desta forma, economizamos e nos alimentamos muito bem.




Passagem Aérea - Pesquise bastante e compre com antecedência. Nós fomos por Madrid e retornamos por Lisboa. Na época custou cerca de 699 dólares por pessoa na KLM.
Deslocamentos
Madrid a Pamplona - Trem 33 Euros
Pamplona a Roncesvalles - Ônibus 6 Euros
Santiago de Compostela ao Porto - Ônibus 33 Euros
Porto a Lisboa -  Ônibus 22 Euros

Material que levamos no Caminho de Santiago de Compostela 

Mochila, bota, roupas, saco de dormir etc
É muito caro, mas é fundamental que seja de qualidade. Pesquise.
Na mochila leve o mínimo, não deve ter mais que 10% do seu peso. As nossas mochilas passaram um pouco, mas não incomodou.

Relação do que levamos:
- saco de dormir (1)
- 1 toalha média ou fralda tecido (2)
- 2 calças de caminhada que viram bermudas
- 3 camisetas dry fit
- 1 legging (menina) 1 short leve (menino)
- 2 pares meias colmax + 2 pares meias grossas
- 3 calcinhas + 2 tops (meninas)/ 3 cuecas(meninos)
- 1 bandana
- 1 blusa segunda pele
- 1 fleece
- 1 jaqueta impermeável
- 1 capa de chuva que cubra a mochila
- remédios e produtos de higiene (embalagens pequenas que você pode recarregar no caminho) (3)
- bota/papete/chinelo
- canivete
- lanterna
- protetor solar e labial (4)
- exposis - repelente de percevejo (chinche)
- carregador do celular e da bateria
- alfinetes para pendurar roupas na mochila e até mesmo no varal
- corda para varal, às vezes não há espaço no varal, aí você faz o seu.
- boné ou chapéu

(1) saco de dormir, compramos da Náutica, super leve e o toque é gostoso
(2) eu levei fralda como toalha e gostei muito, enxuga o corpo e seca bem rápido.
(3) leve pouco remédio, há farmácias no Caminho e nos albergues há remédios também.
(4) protetor solar nós levamos algumas amostras grátis

Nós utilizamos tudo que levamos e foi perfeito.

Preparo físico

Nós gostamos de fazer trilhas e academia com regularidade. Especificamente para o Caminho, por 2 meses antes do embarque, caminhamos 5 dias por semana com as mochilas pesadas e com as botas que já estavam surradas. Mesmo assim, no Caminho bolhas surgiram e meu marido teve tendinite.


Preparo psicológico

Vá sem expectativa e com o coração aberto para novas experiências. Lembre-se que você sairá da sua zona de conforto.
Compartilhará quarto e banheiro. Terá que respeitar as regras dos albergues. No geral as pessoas são bem educadas e há muito respeito.
Confesso que no início algumas situações me constrangeram: como dormir num quarto com 9 homens sendo a única mulher; peregrina trocando de roupa no quarto e na frente do marido; banheiro e ducha utilizado por homens e mulheres e até mesmo entrar no banheiro e ver um senhor fazendo xixi. São só alguns exemplos *r*
Bolhas nos pés, dores nas pernas e costas surgirão.
Você caminhará todos os dias com chuva ou sol e muitas vezes com muito vento e frio também.
Você carregará a sua pesada mochila. Também poderá despachá-la (existe este serviço). Nós carregamos e foi bem tranquilo, com o tempo a mochila passa a fazer parte de seu corpo!.

Guia

Nós utilizamos o Guia Eroski, que você pode baixar gratuitamente.

Celular

Não compramos chip na Espanha, a comunicação com familiares fizemos por WhatsApp. Na maioria dos albergues e restaurantes há internet.
Utilizamos a câmera do celular.
Levamos uma bateria adicional para celular e utilizamos 2 vezes quando não havia tomada próximo da cama para carregar.

Despacho da mochila no avião

Como nosso voo teve conexão, optamos embarcar com nossas mochilas para garantir que não se extraviassem. Compramos uma sacola média (tipo sacoleiro), bem levinha e baratinha onde despachamos nossos bastões, canivetes e outros materiais. Assim também preservamos danos às mochilas. A ideia era jogar a sacola fora, pois achamos que não aguentaria. A leve sacola de R$ 12,00 foi dobrada, colocada na mochila e seguiu conosco todo Caminho, sendo muito útil na volta para o Brasil.

Despacho da mochila pelo Caminho

Sim há esta possibilidade, tanto os correos como muitas outras empresas fazem este trabalho. Todas hospedagens oferecem este serviço. Nós optamos em carregar nossas mochilas.
Caso depois do Caminho você pretenda continuar viajando, pode despachar sua mala para Santiago de Compostela, por exemplo. Facilidades do Caminho!

Qual a melhor época do ano para fazer o Caminho de Santiago de Compostela

Evite o inverno e os meses de julho e agosto que são férias escolares.
Nós chegamos no final de agosto e terminamos no final de setembro. Foi uma época boa. Pegamos somente 2 dias de chuvas. No início do Caminho fez muito calor e depois muito frio pela manhã (5 graus) e à tarde (30 graus). Amanhece muito tarde, por volta 7h30. Muitas vezes iniciamos o Caminho com lanterna.

Amanhecer em Los Arcos


Como eram nossos dias no Caminho de Santiago de Compostela

Planejamos caminhar entre 20/30 Km por dia. Respeitamos nossos corpos, teve dias que fizemos 10 Km (quando o marido teve tendinite) e outros fizemos mais de 30 Km.
Geralmente saíamos por volta das 7h, caminhávamos cerca de 6/8 horas e descansávamos o resto do dia.
Lavagem das roupas - Antes do merecido descanso é bom lavar as roupas, todo albergue tem tanque e varal. Muitos têm lavadoras e secadoras, mas há custo.

No Caminho

Como tirar a Credencial

Procure a Associação dos Peregrinos de Compostela da sua região. Por exemplo: São Paulo
Embarque com sua credencial ou obtenha-a no local de partida de seu Caminho. Lembre-se que a credencial só é disponibilizada até próximo dos 100 Km de distância de Santiago de Compostela.
Para obter a Compostelana (certificado que você fez o Caminho emitido em Santiago de Compostela) é preciso ter 2 carimbos por dia na credencial nos últimos 100 Km, nos demais basta apenas um.

Alguns cuidados

No albergue
Nunca coloque a mochila encima da cama.
Não deixe as alças da mochila soltas, alguém pode pisar e quebrar as presilhas.
Documentos, dinheiro, cartões e celular carregue sempre com você, inclusive quando for ao banheiro.
Assim que chegar no albergue, deixe seu saco de dormir aberto encima da sua cama.
Tome banho sempre com chinelos para evitar qualquer doença.
Em alguns albergues que não achamos limpo, burrifamos exposis para evitar percevejo (chinche)

Pés
Muito cuidado com os pés, lave e seque bem.
Lemos que era melhor não tomar banho pela manhã, pois molha o pé e a pele fica mais sensível. Seguimos como regra.
Dica: Antes de calçar a bota, passe microporo nos dedos e depois passe vaselina em todo pé. Eu fiz isto e ajudou muito. Na Espanha o microporo chama esparadrapo de papel e custa cerca de 1 Euro.

cuidados com os pés

O que foi o Caminho para nós

Foi uma rica experiência que está tatuado em nossas almas. Sentimos muitas saudades do Caminho, dos amigos, da fraternidade vivida e do quanto amamos e fomos amados. O Caminho não terminou, nós somos o Caminho!

"...Aunque hubiera recorrido todos los caminos, cruzado montañas y valles desde Oriente hasta Occidente, si no he descubierto la liberdad de ser yo mismo no he llegado a ningún sitio. ...." Frey Dino - Franciscanos de Santiago

O Caminho já está no braço do marido.


Veja +
Como ir de Madrid a Roncesvalles
Nosso Caminho - do 1o. ao 10o.dia
Nosso Caminho - do 11o. ao 20o.dia
Nosso Caminho - do 21o. ao 31o.dia
Nosso Caminho - último dia

Gratidão aos Amigos do Caminho 

Com alguns temos fotos, com outros tantos não. Todos estão em nossos corações. Gratidão compartilhar o Caminho com estas queridas pessoas. Fomos muito abençoados!!!










































Nenhum comentário